Cuidando do tempo

Cuidando do tempo

Marcus De Mario

EM DEFESA DA VIDA – CUIDANDO DO TEMPO

Nem sempre sabemos utilizar o tempo com proveito útil para nós e para os outros, gastando horas preciosas com futilidades, comentários que não edificam, reclamações sem conta, críticas severas que nada constroem. Devemos lembrar que tempo que passa é tempo que não volta; oportunidade perdida de fazer o bem é mérito a menos em nossa ficha espiritual.

Por outro lado, assistimos os que abusam da oportunidade reencarnatória gastando energias fazendo o mal ao outro; vivendo como se tudo se circunscrevesse a gozar as sensações do momento. Para uns e para outros a morte os surpreenderá com a aplicação da lei divina que sentencia: a cada um será dado segundo suas obras, como nos ensinou o Mestre Jesus.

O que faço das minhas horas, a cada dia?

Lembra-nos o amigo espiritual Emmanuel, que o tempo pertence a Deus, o Senhor da Vida, e sempre teremos que prestar contas a Ele do que fizemos com o tempo que nos concedeu.

Com a mensagem espírita não podemos fingir que não sabemos que a encarnação nos é dada para progredir, para melhorar, para aprender a amar, e que deixar de fazer o bem quando surge a oportunidade, já é um mal.

Cuidar do tempo para que as horas vazias não dominem nossa alma, ou para que a maledicência, a intriga e a vingança não ocupem nossa caminhada, é dever de todos nós, realizando todos os esforços possíveis, acionando a força de vontade, para preencher as horas com bons pensamentos, leituras edificantes, orações para os que sofrem e, acima de tudo, ações no campo da caridade material e moral a benefício do próximo, iniciando com aqueles que formam nosso núcleo familiar, e estendendo-se para todos os nossos irmãos e irmãs em humanidade.

Após a morte, de retorno à realidade espiritual, Deus não nos pedirá conta do currículo acadêmico ou profissional, e sim do que fizemos com a dádiva valiosa do tempo que, em verdade, pertence ao Grande Dispensador da Vida, e que recebemos como empréstimo para edificar no bem nossa evolução e de nosso próximo, aqui na Terra.

Marcus De Mario*

Fonte: Correio Espírita

*Marcus De Mario é educador, escritor, palestrante, colaborador do Grupo Espírita Seara de Luz, diretor do Ibem Educa – www.ibemeduca.com.br, coordenador do canal Orientação Espírita –www.youtube.com/c/OrientaçãoEspírita

Esta entrada foi publicada em Artigos, Família, Sociedade. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.