A Evolução dos Mundos na Visão Espirita

A Evolução dos Mundos na Visão Espirita

Victor Hugo Freitas

Provavelmente você já se perguntou sobre vida em outros planetas, se elas existem, de que forma existem e se oferecem algum risco à nossa existência na Terra. Sempre aprendemos de forma científica que foi preciso um monte de variáveis para que o corpo humano se adaptasse aos diferentes mundos como calor demais, frio demais, gravidade, etc. Mas você já parou para pensar nos diferentes mundos, nos diferentes seres?

“Mundos” na visão da doutrina espírita é um tema recorrente entre os médiuns e estudiosos. Segundo nos revelam os Espíritos, a Terra nunca foi o único planeta habitado. Jesus sempre disse que na casa do Pai, há muitas moradas. O universo é a casa, as moradas são os diferentes planetas, os mundos. Assim como a doutrina sempre fala sobre a evolução do espírito, os mundos também podem progredir e cada um deles se encontra em diferentes graus na escala evolutiva. Quando um mundo evolui, os Espíritos que não acompanham são exilados para outro mundo, um mais inferior.

No universo, há diferentes categorias de mundos: os primitivos, os mundos de provas e expiação, mundo de regeneração, mundos ditosos, mundos celestes ou divinos. Nossa amada Terra se encontra na condição de provas e expiações, mas sabemos que estamos nos preparando para um novo ciclo da evolução, o mundo da regeneração. Nesta transição, recebemos a oportunidade valiosa de acompanharmos o progresso ou então nos tornamos fortes candidatos a recomeçar em algum planeta mais inferior que o atual.

Vamos entender um pouco mais sobre os diferentes mundos…

Mundos Primitivos: destinados às primeiras encarnações do Espírito. São os mundos mais jovens, recém-formados. Neles se encontram todos os seres nas suas fases iniciais de progresso. Nesses mundos, os espíritos ainda estão em estado primitivo, com senso moral pouco desenvolvido.

Mundos de Expiação e Provas: são mundos nos quais os espíritos reencarnam para expiar seus erros de vidas passadas e passar por provas que vão contribuir para a sua evolução. Nesses mundos o mal ainda é dominante entre os Espíritos, embora já haja a prática do bem. É muito fácil entendermos este tipo de mundo. Vemos o quanto precisamos evoluir, mas já vemos o quanto de bem é praticado.

Mundos de Regeneração: são mundos nos quais os Espíritos que ainda têm o que expiar e extraem novas forças. Nestes mundos, há muito crescimento moral, amor ao próximo é base das relações sociais, rejeição ao materialismo. A Terra passará por grandes transformações.

Mundos ditosos: aqui o bem já sobrepuja o mal. Os espíritos já sabem que o propósito da existência é o da evolução moral. O bem é tão comum que se torna algo normal, corriqueiro, semelhante ao uso da tecnologia no nosso mundo hoje em dia.

Mundos celestes ou divinos: habitações de Espíritos depurados, onde exclusivamente reina o bem. Mundos onde estão os Espíritos puros que governam outros mundos em evolução.

Em “O Livro dos Espíritos” podemos encontrar algumas respostas sobre as Casas do Pai. Questão 55: Todos os globos que circulam no espaço são habitados?

            – Sim e o homem terreno está bem longe de ser, como acredita, o primeiro em inteligência, bondade e perfeição. Há, entretanto, homens que se julgam espíritos fortes e imaginam que só este pequeno globo tem o privilégio de ser habitado por seres racionais. Orgulho e vaidade! Crêem que Deus criou o Universo somente para eles.

A questão 56 esclarece que a constituição física não se assemelha nos diferentes mundos. Cada globo possui uma constituição de massa diferente da outra.

Podemos achar que estaremos sempre encarnados aqui, na Terra, com esse modelo de corpo físico. Mas Kardec pergunta aos espíritos na questão 172 se todas as nossas existências seriam aqui. Os espíritos respondem que podemos vive-las em diferentes mundos. As encarnações da Terra não são as primeiras tampouco as últimas, porém as que vivemos aqui são as mais materiais e bem distantes da perfeição.

Na questão 176, Kardec questiona se espíritos encarnados em outros mundos podem vir para a Terra sem que jamais tenham aqui estado. Os espíritos são categóricos em afirmar que sim e do mesmo modo que nós em outros mundos também. Todo e qualquer mundo é solidário.       E há muitos Homens que estão na Terra pela primeira vez, uns com baixo grau de evolução e outros em graus mais adiantados.

Devemos ficar atentos à evolução do nosso mundo. Ocorrerão mudanças nos aspectos físico e espiritual, no processo de desencarnação e reencarnação e é previsto que nosso planeta tem uma nova identidade entre nas próximas décadas. E podemos entender por regeneração a mutação dos mundos que saem do modelo material e partem ao modelo mais espiritual.

Que Jesus nos guie e oriente para essa nova fase planetária!

Victor Hugo Freitas

Fonte: Blog Letra Espírita

REFERÊNCIAS

Kardec, A.   (2013). O Livro dos Espíritos (93ª ed.). Brasília: Federação Espírita Brasileira.

Esta entrada foi publicada em Artigos, Família, Sociedade. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *