Planejamento Reencarnatório

Como ocorre o Planejamento Reencarnatório

Simara Cabral

“Não te maravilhes de te ter dito: Necessário vos é nascer de novo”. Jesus (João, 3:7)

A reencarnação é a oportunidade dada por Deus para que os espíritos tenham a chance de se reeducarem, quantas vezes forem necessárias até alcançarem o aperfeiçoamento moral. Ela sempre traz novas possibilidades de aprendizado, reparação e, consequentemente, de evolução. Para que um espírito possa reencarnar é executado um planejamento orientado por espíritos mais evoluídos e que pode ter a participação do reencarnante, desde que este esteja equilibrado para participar do planejamento, visto que em outros casos, a reencarnação é compulsória.

No planejamento reencarnatório são decididas questões como a localidade e a região onde ocorrerá a reencarnação, a formação familiar, a estrutura física e o gênero das provas, sempre de acordo com a sintonia que o próprio espírito atrai para si. Na questão 258 de O Livro dos Espíritos, Kardec pergunta aos espíritos: “No estado errante e antes de uma nova existência corporal, o Espírito tem a consciência e a previsão das coisas que lhe acontecerão durante a vida?” “Ele mesmo escolhe o tipo de provações a que deseja submeter-se; nisso consiste o seu livre-arbítrio.”, ou seja, o espírito na maioria das vezes escolhe a natureza de provas pelas quais passará em sua encarnação. Por exemplo, pode-se escolher a prova da riqueza, da miséria, da convivência com malfeitores ou com os vícios e a responsabilidade pelo sucesso ou pela queda em cada uma destas provações será do próprio indivíduo, a depender da força moral com que ele enfrente cada uma das situações no decorrer de sua vida carnal.

No livro Nascer e Renascer, Emmanuel diz “Há quem peça a provação da riqueza para desvencilhar-se de pesados grilhões nos círculos da economia terrestre e há quem rogue penúria, buscando aprender como se deve agir na fartura. Há quem suplique doenças do corpo para valorizar a saúde e há quem solicite saúde para estender assistência aos enfermos dos quais se fez devedor(…). Há quem se proponha a receber um cérebro claro e forte para servir aos ignorantes e há quem peça um cérebro frustrado para restaurar-se, através da humildade e da dor, perante o próprio destino.”, ou seja, é através das diferentes provações que enfrenta na carne que o espírito encontra o caminho pelo qual se aperfeiçoará e avançará na escala espiritual, sendo a reencarnação a oportunidade que permite que ele possa vencer as suas más inclinações e exercitar as virtudes que germinam dentro de si.

No livro Missionários da Luz, no capítulo 13 é exemplificado como ocorre na espiritualidade o processo do planejamento reencarnatório, através do reencarne de Segismundo, evidenciando a atuação dos benfeitores espirituais desde a confecção de seu organismo físico, onde foram previstas algumas limitações físicas de acordo com as necessidades de provas e da retificação que ele precisava realizar, até a ligação do reencarnante com a matéria orgânica. O instrutor Alexandre elucida André Luiz da seguinte forma: “Em geral, a reencarnação sistemática é sempre um curso laborioso de trabalho contra os defeitos morais preexistentes nas lições e conflitos presentes. Pormenores anatômicos imperfeitos, circunstâncias adversas, ambientes hostis, constituem, na maioria das vezes, os melhores lugares de aprendizado e redenção para aqueles que renascem. Por isso, o mapa de provas úteis é organizado com antecedência, como o caderno de apontamentos dos aprendizes nas escolas comuns”.

É importante compreender que o plano reencarnatório não é fatalista, e sim um programa traçado para o bem do reencarnante e se trata de um processo aberto, visto que o encarnado continua de posse de seu livre-arbítrio e o aproveitamento que ele alcançará em cada experiência de sua vida depende unicamente de seu esforço e de sua vontade. Na questão 259 de O Livro dos Espíritos, Kardec pergunta: “Se o Espírito tem a escolha do tipo de provação a que deve submeter-se, isso quer dizer que todas as tribulações que experimentamos na vida foram previstas e escolhidas por nós?”. “Não exatamente todas, pois não se pode dizer que escolhestes e previstes tudo o que vos acontece no mundo, até as menores coisas. Escolhestes o tipo de provação, os detalhes são consequência da situação e muitas vezes de vossas próprias ações.” Portanto, os espíritos possuem uma independência relativa dentro do programa previamente traçado pelos espíritos superiores e por eles mesmos, e o sucesso que alcançará dentro do seu plano reencarnatório será proporcional ao esforço que fizer para atingir a melhoria sobre si mesmo.

Através da compreensão da lei do progresso e da reencarnação se torna possível entender a importância de se desenvolver o sentimento de gratidão mesmo diante dos obstáculos que possam aparecer na vida terrena, pois todos eles são reflexos das decisões e atitudes tomadas anteriormente e na maioria das vezes foram solicitações do próprio reencarnante, afinal, quando encontra-se na erraticidade e desprendido da influência material, ele possui maior clareza diante do objetivo que deseja atingir, e entende que o alcançará mais rapidamente ao escolher as provações mais difíceis.

Em suma, cada pessoa é a construtora do seu próprio destino e todas as atitudes e hábitos desenvolvidos durante a vida terrena geram consequências, que podem ser positivas ou negativas, mas sempre de responsabilidade do próprio espírito. A vida que tem-se hoje é o resultado das ações do passado, e o futuro depende daquilo que se construir no presente. Aquele que deseja ter um futuro ditoso, acumule em sua bagagem espiritual apenas a caridade, o amor e a benevolência lembrando-se sempre do mais importante mandamento que é amar a Deus sobre todas as coisas e o próximo como a si mesmo, e assim certamente estará atraindo para si mesmo um glorioso porvir.

Simara Cabral

Fonte: Letra Espírita

Esta entrada foi publicada em Artigos, Família, Sexualidade, Sociedade. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *