Manuscritos de Kardec acessíveis para pesquisa

Manuscritos de Kardec acessíveis para pesquisa

Manuscritos de Kardec acessíveis para pesquisa

Lançada no mês de setembro pela Universidade Federal de Juiz de Fora – UFJF, a plataforma digital do projeto Allan Kardec tem tudo para ser um divisor de águas no acesso a fontes primárias de pesquisas sobre o codificador e sobre o espiritismo.

No dia do lançamento, o portal já disponibilizava 50 manuscritos inéditos, coletados pelo pesquisador brasileiro Silvino Canuto de Abreu (1892-1980) em suas viagens pela França no século 20. Todo o material, fisicamente falando, está sob a tutela do Centro de Documentação e Obras Raras da Fundação Espírita André Luiz, em Guarulhos-SP.

Assim como esses documentos, centenas de manuscritos de Kardec ainda se encontram dispersos em instituições e em acervos pessoais pelo mundo, explica o professor Klaus Chaves Alberto, um dos coordenadores do Projeto Allan Kardec, juntamente com os professores Alexander Moreira de Almeida e Ely Mattos, que desenvolveu a plataforma.

Com o portal, a UFJF cria a oportunidade do acesso a fontes primárias de pesquisa que estão dispersas fisicamente, mas que poderão enriquecer o trabalho de pesquisadores e o conhecimento do público em geral sobre as bases históricas do codificação.

 Além da UFJF, a iniciativa reúne pesquisadores também do ITA, da Unicamp, do Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais e inúmeros colaboradores.

Cada manuscrito terá a imagem digitalizada e sua versão em texto no francês e português. O material será continuamente disponibilizado à medida que novos documentos forem chegando, através de instituições ou pessoas que detenham documentos relevantes e se sensibilizem para compartilhar.

Segundo o professor Klaus, grande número de manuscritos que estão no Museu AKOL – Museu Allan Kardec Online já estão sendo digitalizados para em breve estarem liberados para consulta.

O professor Klaus acredita no impacto acadêmico do portal do Projeto Allan Kardec, que é inspirado em outros dois projetos bem-sucedidos: o “The Newton Project”, da Universidade de Oxford, que, além de textos científicos, disponibiliza dezenas de conteúdos religiosos escritos por Isaac Newton; e o “Darwin Correspondence Project”, da Universidade de Cambridge, que apresenta a correspondência de Charles Darwin, além de textos sobre diversos estudos e temas, incluindo muitos deles sobre ciência e religião.

Uma outra função do Portal é a disponibilização das referências de estudos acadêmicos sobre Allan Kardec. “Espera-se que, com essa iniciativa, a UFJF, por meio do Projeto Allan Kardec, se torne uma referência obrigatória para os estudos na área”.

Segundo Klaus, ainda não disponibilizamos links para os livros e outras obras citadas nos manuscritos. Esse é um passo futuro.

“Kardec é muito conhecido no Brasil por esse viés religioso. Existe um crescente número de estudos acadêmicos no Brasil e no exterior, em diversas áreas do conhecimento, que abordam sua vida, suas obras ou mesmo o contexto de suas investigações no século 19”, enfatiza Klaus.

Para acessar: http://projetokardec.ufjf.br 

SAIBA MAIS
• Itens do material do acervo digital poderão ser compartilhados, desde que mencionados os titulares dos direitos autorais e a URL da parte selecionada.

• Para distribuição, publicação e comercialização de qualquer conteúdo da plataforma em outros veículos, impresso ou digital, será necessária a autorização prévia dos responsáveis.

• Para facilitar a contextualização da leitura dos documentos, verbetes biográficos dos correspondentes de Allan Kardec estão sendo preparados pela equipe do desenvolvimento do projeto.

Fonte: correio.news

Esta entrada foi publicada em Artigos. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *